segunda-feira, 18 de março de 2013

São Patrício - Os Mitos por Trás do Santo

Ontem, 17 de Março, comemorou-se o dia de São Patrício; o santo padroeiro da Irlanda (terra tão venerada pelos místicos).
Há diversas lendas que envolvem a vida do santo que, embora seja padroeiro do país, não era irlandês. 
São Patrício era galês, mas se tornou o santo patrono da Irlanda porque foi ele o grande responsável pela evangelização na ilha e a conversão dos pagãos ao cristianismo no século IV.
Uma das lendas é que Patrício, depois de ter sido nomeado bispo, expulsou as cobras da Irlanda e, por este motivo, até hoje não existem cobras na Ilha Esmeralda. Na realidade, acredita-se que nunca existiu cobra na Irlanda,e que esta foi uma história simbólica e metafórica, onde as cobras representam os druidas que habitavam o país. Dizem que após a volta de São Patrício à Irlanda, onde havia sido escravo dos pagãos anos antes, a religião dos druidas perdeu a força e eles se sentiram obrigados a irem embora. Realmente, os druidas acabaram desaparecendo mas é provável que isto tenha acontecido gradativamente.
Outra lenda é a respeito do trevo que é um dos símbolos do padroeiro. Conta-se que São Patrício utilizou-se do famoso trevo, tão comum na ilha, para explicar o mistério da santíssima trindade cristã. Ele usava do trevo como exemplo, dizendo que assim como este era "um" com suas três folhas, Deus era um nas três pessoas da trindade. Alguns pagãos afirmam que este não é um conceito cristão e que o trevo já era um símbolo da deusa tríplice antes do santo catequizar na ilha.

Algo interessante é que, mesmo São Patrício tendo lutado contra os hábitos e costumes pagãos como muitos afirmam, até hoje a Irlanda é conhecida por seu grande sincretismo e lendas que remetem aos velhos tempos. No dia 17 de Março, pessoas vestidas de "Leprechauns" saem às ruas para festejar; também ilustrações destes seres fantásticos são impressas em cartões e cartazes com dizeres desejando um "Feliz Dia de São Patrício".
De modo muito curioso, as imagens deste elementais pagãos são muito mais difundidas nesta data do que as do próprio santo. 




2 comentários:

Deolinda Blathorsarn disse...

A deusa vive...

Oengus disse...

Sim, Ela vive...
Obrigado pela visita, Deolinda...

Saudações,

Oengus

Postar um comentário